CartaCampinas
Category Archives: Carta de Crônicas

Por Luís Fernando Praga Quem me conhece sabe que sou um caboclo trabalhador, que já vim pré-adaptado às novas reformas trabalhista e da previdência. O ofício da medicina veterinária é lindo e gratificante, entretanto é raro que se...

Por Luís Fernando Praga Era forte e enxuto o corpo preto e formoso de João Carlos. Algum desavisado poderia imaginar que tivesse sido uma criança muito bem alimentada, mas não passara de mais um menino miserável que sempre comera o mínimo...

Por Luís Fernando Praga Eu vivo dizendo que precisamos de união para reagirmos aos desmandos políticos a fim de atingirmos uma ampla e plena prosperidade social, mas, na hora de unir, sempre me posiciono à esquerda das pessoas de bem. É...

Por Luís Fernando Praga Os tempos são difíceis e confiar em político tem se mostrado um ato, com o perdão da palavra, temerário; entretanto, nosso sistema político, que sempre imunizou, que protege, mima, blinda, garante altos salários...

Por Luís Fernando Praga Vim aprendiz da vida, errando tanto… Errei demais, bem sei, ainda erro. Vi que vim ser humano, não ser santo Errei em preces, do sussurro ao berro. Errei por me guiar à luz dos egos, Errei fazendo meus ouvidos...

Por Luís Fernando Praga Sobre a sociedade em que vivemos imersos é possível uma constatação: Ela se apoia a uma estrutura hierárquica que impõe barreiras intransponíveis para que atinjamos uma situação de igualdade e justiça social. Igualdade...

Por Luís Fernando Praga Tenho uma gatinha branca de 5 meses e uma filha branca, classe média, bem alimentada, de colégio particular, 7 anos de idade, que não se largam. Ontem a gata arranhou a menina, que, ao lavar os ferimentos superficiais,...

Por Luís Fernando Praga Acho que todo mundo já teve um medo… Eu, por exemplo, já tive medo do “homem do saco”. Não, jovem, não procure o homem do saco no Google porque provavelmente não é desse que eu tinha medo. O “homem...

Por Luís Fernando Praga Antes de mais nada, reitero que sou um grande ignorante. Minha ignorância sempre me impedirá de me expressar com perfeição e de fazer qualquer coisa com perfeição, mas busco, profundamente, ser menos ignorante...

Por Luís Fernando Praga Um triste recanto no canto do mapa é a terra mais linda onde não se vê nada. Igrejas impõem a palavra no tapa, a fé é vendida e a criança já entra na escola vendada. A mídia aliena, engana e encobre, prefere...