CartaCampinas
Category Archives: Ideias e Prosas

.Por Alexandre Oliva. Vou-me embora pra Pasárgaddad Rei, amigo, não há mais Morto e enterrado há séculos Ciro, o Grande, lá jaz Vou-me embora pra Pasárgaddad Vou-me embora pra Pasárgaddad Aqui não será feliz E existir será aventura De...

(foto: ralf steinberger cc) .Por Eduardo de Paula Barreto. . Não deixe de aproveitar A nossa última promoção Reunimos num só lugar Para a sua satisfação Os produtos mais úteis Para pessoas fúteis Que têm saber ralo Apresentamos a você Com...

. Por Eduardo de Paula Barreto. . Acabou aquele negócio De coxinhas X petralhas E agora que está próximo O fim da dura batalha Surgem dois novos grupos Do lado no qual luto Sob a égide humanista Estão os democratas E do outro com chibatas Estão...

.Por Eduardo de Paula Barreto. Este poema não é para todos É para um grupo específico Para aqueles que guardam o voto Por ainda estarem indecisos Entendo que há muitos motivos Para desprezarmos os políticos Diante da corrupção tão torpe Mas...

(Imagem: Das Wortgewand cc) .Por Eduardo de Paula Barreto. A sua opinião não me interessa Eu voto em quem eu quiser Sou dono da minha cabeça E tenho ódio de mulher E acho que os negros Devem ter o seu peso Medido em arrobas E que todo LGBT Ficou...

.Por Marcelo Sguassábia. (foto bettypalm cc) Ninguém aguenta mais tanta carestia, onde é que esse mundo vai parar? O preço da linguiça está pela hora da morte, e daqui a pouco não teremos mais como amarrar nossos cachorros. A guia da...

.Por Eduardo de Paula Barreto. . Ainda resta-nos uma chance Nem todo amor foi consumido Haverá novos romances Para o nosso coração ferido Que pulsa triste pelas desilusões Pela descrença nas instituições E por sentir que já foi traído Mas...

Exmo. Senhor António Manuel de Oliveira Guterres. Secretário-Geral Das Nações Unidas Ilmo. Sr. António Guterres. (imagem openclipartvectors creativecommons) A Organização das Nações Unidas tem como parte dos seus ideais e propósitos:...

.Por Eduardo de Paula Barreto. . A nossa gente é tão imatura Que até me causa pesares Ela se lembra da ditadura Mas mesmo assim apoia militares E nossas mulheres politizadas Choram por serem discriminadas E ainda assim votam em misóginos E...

.Por Sandro Ari Andrade de Miranda. Clamo por liberdade e pelo direito de ser ouvido, Já fui torturado, tive meu corpo empalado e mesmo assim não silenciei. Clamo por liberdade porque minha voz não encontra limites, está depositada na alma...