CartaCampinas
Posted By: Luis Fernando
Luis Fernando

Coluna Flexível traz as crônicas em prosa e verso do médico veterinário Luis Fernando Praga.

.Por Luís Fernando Praga. Para você, que admira o Chico Buarque, gosta de suas músicas e se emociona com sua poesia, mas não entende como ele pode ser tão idiota a ponto de defender pessoas como Dilma Rousseff, eu vou tentar explicar. O...

.Por Luís Fernando Praga. Flavinho era um bom menino. Gostava de assistir a filmes de guerra, de bang bang e desses novos justiceiros urbanos que são pura adrenalina. Flavinho assistia muito à televisão e tinha poucas e débeis aulas de...

.Por Luís Fernando Praga. Comunista, franciscano, anarquista, marginal, Excluído, mortadela, feminista radical, Professor, cientista louco, artista ou paranormal, Se o capital não lhe compra, seu lugar é a URSAL!! Ai, gente, eu não aguento,...

.Por Luís Fernando Praga. Já escrevi sobre a paternidade e o dia dos pais mais de uma vez, mas agora é diferente. Minha filha saiu de casa… Já estamos cansados de ouvir a clássica sentença: “quando você for pai você vai entender!”,...

.Por Luís Fernando Praga. Depois que passei a defender, com veemência, aquilo que meus princípios e valores exigem que eu defenda, muita gente, com outro tipo de princípios e valores, começou a me chamar de “FANÁTICO!”. Eu virei “petista/petralha...

.Por Luís Fernando Praga. Não são zumbis, espectros, demônios; não é um meteoro o nosso algoz; num fim dos tempos dos piores sonhos, quem já nos aniquila somos nós… A cada dia um golpe açoita o povo e uma injustiça empesteia...

.Por Luís Fernando Praga. Que poder te faz tão alucinado E faz a fé ferver teu sangue em ira? Que, parvo, bem te orgulhas do teu brado: “O cativeiro é meu, daqui ninguém me tira!” E teu viver… é vida de verdade? Ou vaza pelo...

Por Luís Fernando Praga Admito: não sei bem como iniciar meu ducentésimo terceiro texto publicado nesta querida “Coluna Flexível”, mas é uma crônica sobre admiração e gratidão, portanto, tudo o que vier daqui pra baixo...

.Por Luís Fernando Praga. Havia um tempo em que os sofrimentos Coexistiam com as alegrias E o riso das crianças pelos ventos Agasalhava de esperança os dias; Deixávamos nas cinzas do passado As lágrimas, o sangue e a amargura, A angústia...

.Por Luís Fernando Praga. Racionalmente, enquanto ser humano, não posso duvidar da humanidade de quem já desprezou metade dos seres humanos do Brasil, nem da humanidade de quem já demonstrou e demonstra ódio profundo por determinados seres...