CartaCampinas
Tag Archives: esperança

(foto Rosa Gauditano – Itau Cultural)* .Por Luís Fernando Praga. É dura a condição, desiludida, De um povo que não sabe ser coeso E antes, sequer, de ouvir a voz da vida, Condena, num sorriso de desprezo. Mas, hoje, o homem...

Fascistas fazem chacota do assassinato do senhor Luiz Ferreira da Costa! .Por Marcela Moreira. Não. Não está fácil. Você posta indignada que um senhor foi atropelado e assassinado por lutar. E 36 pessoas curtem sua postagem com...

(imagem: pxhere.com) .Por Luís Fernando Praga. O que sobrou de bom, depois que amizades antigas e sólidas não existem mais? O que sobrou depois que não existe mais distribuição, sem custo, de insulina e outros medicamentos essenciais...

.Por Eduardo de Paula Barreto. . Preparemos as nossas costas Para os doídos açoites E a cara para as botas Que nos encherão de coices Preparemos os nossos gritos Para serem engolidos E os olhos preparemos Para jorrar novos...

.Por Luís Fernando Praga. Para você, que admira o Chico Buarque, gosta de suas músicas e se emociona com sua poesia, mas não entende como ele pode ser tão idiota a ponto de defender pessoas como Dilma Rousseff, eu vou tentar explicar. O...

.Por Luís Fernando Praga. Havia um tempo em que os sofrimentos Coexistiam com as alegrias E o riso das crianças pelos ventos Agasalhava de esperança os dias; Deixávamos nas cinzas do passado As lágrimas, o sangue e a amargura, A angústia...

.Por Luís Fernando Praga. No meio de tanta decepção com pessoas e instituições, de tanto fascismo, no meio desse passado tenebroso que teimou em voltar, no meio de tanta omissão perante as atrocidades, no meio dessa cruel inversão de...

.Por Luís Fernando Praga. A esperança, cê sabe? Eu não sei se ela existe, e se ela existe, se cabe neste meu cafofo triste, ou neste embornal surrado que eu carrego do lado, onde até pintei meu nome. Nele cabe um céu bordado, cabe um...

  Por Luís Fernando Praga Ouviram que amar era pecado e amaram pouco, e desistiram cedo. Temeram os que amavam a seu lado e odiaram por sentirem medo. Formaram-se escravos e soldados de odiosos mais oportunistas; num mundo de valores deturpados,...

Por Luís Fernando Praga Nalgum lugar ficou… Como ir sem ela? Perdi num destes passos pro passado, Numa paisagem cinza da janela, Nas cinzas de um mendigo já queimado, Nos novos pobres da nova favela. Na fé que violenta os meus ouvidos, Num...