Uma grande mentira divulgada pelas redes sociais é que diz que nos países desenvolvidos, a pesquisa é feita por empresas privadas. Isso é totalmente errado. Nos países ricos, a maior parte do dinheiro que financia a ciência na universidade é público e isso vale até mesmo para as universidades que cobram mensalidades.

No caso dos Estados Unidos, 60% do dinheiro para a pesquisa dos governos e, na Europa, 77%.

Em maio deste ano, por exemplo, a Alemanha anunciou que governo federal e os estados investirão 160 bilhões de euros no ensino superior e na pesquisa científica entre os anos de 2021 e 2030.

Em seu doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Danilo de Melo Costa fez um estudo comparativo entre Brasil, Canadá e China sobre o financiamento público da educação superior.

De acordo com o pesquisador, no Canadá, o dinheiro público representa de55% a 60%do financiamento das universidades e na China, de 40% a 45%. O governo capitalista do Canadá investe mais em pesquisa do que o governo comunista da China.

Outra razão para os investimentos públicos na ciência é o incentivo à pesquisa básica – esse tipo de estudo busca desenvolver o conhecimento científico sobre os fenômenos do Universo e não tem o lucro nem a aplicação prática como objetivo pelo menos a curto prazo. Mas no futuro são fundamentais para novos desenvolvimentos.

Pesquisa assim não é de interesse das instituições privadas, ainda que possam levar, no futuro, a grandes avanços tecnológicos e descobertas de alto impacto. (Jornal da USP/Carta Campinas)

Veja verdade #3