*Atividade suspensa devido ao coronavírus, conforme comunicado da Prefeitura Municipal de Campinas:

“O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, anunciou nesta segunda-feira, 16 de março, medidas para conter a disseminação do coronavírus na cidade. Entre as determinações estão o fechamento das escolas públicas e dos equipamentos culturais públicos; […] O objetivo de todas essas medidas […] é reduzir a circulação de pessoas na cidade.

A Casa de Vidro recebe, de 17 de março a 20 de maio de 2020, a mostra itinerante do coletivo 1MULHERporM2 que, por meio de 34 trabalhos artísticos, celebra e questiona o papel da mulher no mundo atual.

(Foto: Divulgação)

Todas as obras têm a dimensão de 1m² e foram criadas em diferentes linguagens visuais. São 34 artistas de várias gerações que se expressam pela pintura, fotografia, colagem, projeções e objetos como cacos de louça, camisinha, fios coloridos, tecidos, entre outros, para discorrer sobre as questões que permeiam o feminino e o feminista, com o objetivo de destacar a importância da mulher na sociedade. 

Idealizada e organizada por Lucrécia Couso, uma das artistas do coletivo, a exposição foi inaugurada há um ano, em março de 2019, no Espaço OpHicina, em São Paulo, para celebrar o Mês da Mulher. Diante do sucesso da mostra, as artistas decidiram itinerar por outras cidades e, assim, levá-la a um maior número de pessoas para que, pela arte, as questões do feminino sejam ampliadas e debatidas.

A exposição já foi apresentada, até agora, em museus e galerias de São Paulo, Bragança Paulista, Sorocaba e Guarulhos. 

As obras expõem, com poética visual, questões como o feminicídio, o preconceito vivido pelas mulheres lésbicas e trans, a sensualidade das mulheres da terceira idade, as lideranças femininas de diferentes eras e em todos os continentes – muitas delas esquecidas – a relação das mulheres com a família e com a sociedade, releituras de imagens de mulheres que quebraram tabus, a transformação do papel da mulher na sociedade através dos tempos, além de obras que tiveram como fonte de inspiração as próprias artistas do coletivo.  

Para a primeira exposição, Lucrécia Couso convidou as artistas com as quais já havia trabalhado em sua galeria ou aquelas das quais conhecia bem o trabalho. Lucrécia era o único elo entre as artistas – a maioria não se conhecia. São mulheres de várias cidades do Brasil, algumas radicadas no exterior, que agora formam uma rede de colaboração.

(Foto: Divulgação)

A cada cidade em que a mostra é exibida, uma artista local é convidada a participar do coletivo. Em Campinas, Lucrécia conheceu o trabalho de Estefania Gavina, artista argentina que vive na cidade e cujo trabalho dialoga com a estética de linguagem do coletivo. 

A exposição do coletivo 1MULHERporM2 pretende alcançar um amplo número de pessoas para que a sociedade possa refletir sobre a arte, o universo da mulher, a igualdade de gênero e os seres femininos que trabalham, pensam, agem, criam, cuidam, vivem seus sonhos e transformam o mundo. 

Artistas e fotógrafas participantes: Adriana Bertini, Adriana Cavallaro, Ana Roberta Lima, Andrea Natali, Bella Tozini, Bia Parreiras, Cami Onuki, Camila Dotta, Carla Venusa, Cristina Raposo, Débora Bruno, Estefania Gavina, Fabiana Gabas Kallás, Fernanda Klee, Fulvia Molina, Heloisa Ramalho, Iara Venanzi, Juliana Brito, Juliana Monteiro Carrascoza, Kattia Basile, Karen Caetano, Laura Corrêa, Lucrécia Couso, Lynn Carone, Marcia Gadioli, Mariza Souza, Melissa Haidar, Mila Mayer, Paula Marina, Sheila Ortega, Silvana Lazzuri, Sylvia Diez, Tania Pires, Tina Leme Scott. (Carta Campinas com informações de divulgação)

Exposição do coletivo  “1MULHERporM2”

Quando: abertura – sábado, 14 de março de 2020, às 15h

Visitação de 17/03 a 20/05/2020. De terça a sexta, das 10h às 17h; aos sábados, das 10h às 15h

Onde: Casa de Vidro/Museu da Cidade (Lago do Café – Av. Heitor Penteado, 2145. Campinas. SP)

Agendamento para grupos com monitoria: museudacidade@campinas.sp.gov.br

Entrada gratuita