(foto fabio rodrigues pozzebom – ag brasil)

.Por Susiana Drapeau.

Os analistas de “Mercado” são os piores analistas do mundo. Não tenha dúvida. Apesar de evidente que o governo seria uma lástima pelo próprio histórico do político e discursivo de Jair Bolsonaro, o analistas de mercado só viam $$$ $$$. Não precisava ser analista de porcaria nenhuma para perceber o que estava por vir. Claro que alguns provavelmente sabiam que iam faturar bilhões de reais com Guedes, mas essa é outra história.

Parece que os analistas do mercado não enxergam um palmo na frente do nariz. Na realidade, o nariz só serve para farejar dinheiro. E quando você só fareja dinheiro, o resto desaba. Agem como manada da mesma forma que a pessoa se encanta com a sedução da pirâmide financeira.

Foi o caso da crise norte-americana de 2008. Os analistas econômicos das três grandes agências e risco dos EUA avaliaram os títulos hipotecários norte-americanos como MUITO BONS. Investidores de todo o mundo confiaram nessa avaliação do Mercado e compraram os papéis. Os títulos eram lastreados em empréstimos que tinham como garantia casas financiadas nos EUA. Quando a bolha do mercado imobiliário nos Estados Unidos estourou, esses títulos, classificados com a nota máxima AAA, perderam seu valor. ZERO. Ou seja, os analistas simplesmente ferraram com os investidores. Procuradores dos EUA até entraram com ação contra essas empresas de “analistas de mercado”.

Agora, depois de dois anos de destruição do Brasil pelo governo Bolsonaro, tanto na economia quanto na política e na sociedade, os analistas de mercado tentam se afastar do governo Bolsonaro. Coincidentemente, é a época em que também estão faltando leitos em hospital particular devido à pandemia. A análise bateu na bunda.

Mesmo assim, eles estão o tempo todo analisando a situação econômica/social/política nas grandes mídias. Dizem as maiores bobagens e os pequenos empresários acabam acreditando. Na verdade, os reais perdedores até o momento no governo Bolsonaro não são os grandes investidores, mas o pequeno comerciante. Esse sim paga um preço caro por ter apoiado esse projeto insano da extrema-direita.

Já o povo, o povo passa fome.