Após o sucesso do primeiro evento, no final de agosto, o Instituto Pavão Cultural, em Barão Geraldo, promove uma segunda sessão de desenho de modelo vivo na próxima sexta-feira (27), às 19h. A atividade é voltada especialmente a estudantes de desenho e desenhistas, mas está aberta ao público em geral – restrita a maiores de 18 anos. Para participar, o valor é de R$ 20 por pessoa e é preciso levar o próprio material. 

(Foto: Mário Braga/Divulgação)

A arquiteta Teresa Mas, sócia e uma das curadoras do Pavão, comenta que o desenho com modelo vivo é clássico em História da Arte e nas disciplinas de desenho. “Essa observação ajuda na percepção das proporções do corpo humano, sua atuação no espaço, a aceitação dos outros e suas diferenças”, analisa.  

Ela explica que a modelo da sessão, com uma hora e meia de duração, vai apresentar-se em diferentes posturas. “Nessa apreciação e entrega ao observar, vamos estimular várias formas de desenhar o corpo humano: linhas, detalhes, desenho cego, posturas dinâmicas, a partir de poses que duram de um a 10 minutos. A ideia é soltar o traço, progredindo para expressar desenhos cada vez mais confiantes e expressivos”, afirma. 

Teresa garante que não é preciso dominar técnicas para participar. “Não há forma certa ou errada de se expressar pelo desenho. Essa crença leva muita gente a achar que não sabe desenhar. Mas nós, no Pavão, acreditamos que todas as pessoas podem aprender e que a observação é intrínseca ao ser humano”. 

No dia 24 de agosto a sessão foi com o ator e modelo profissional Juliano Hollivier, que posou para 34 participantes numa performance artística com iluminação especial mediada pelo coletivo #Nudesenhos, um dos participantes da mostra “Desenho?”, em cartaz no Pavão até o dia 5 de outubro. Já a sessão da próxima sexta será com uma modelo e bailarina, informa Teresa Mas. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail pavaocultural@gmail.com ou pelo WhatsApp (19) 99633 4104. O pagamento será no local. 

A mostra “Desenho?”, reúne, além do #Nudesenhos, o coletivo Urban Sketchers e um time de quadrinistas, arquitetos e desenhistas que adota a linguagem em diferentes técnicas e variados temas. No total, 19 artistas assinam a exposição que inclui ainda uma série de cinco reproduções de Flávio de Carvalho (do livro “32 desenhos – Jeito de ver mulher + Série Trágica”, da coleção particular dos curadores, Teresa Mas e Mário Braga). 

Além da exposição dos trabalhos, o Pavão também tem impressões e reproduções de obras à venda no local. (Carta Campinas com informações de divulgação) 

Sessão de desenho com modelo vivo – 27/9, das 19h às 20h30. Preço: R$ 20 por pessoa (aceita-se cartão de débito e crédito). Restrição etária: maiores de 18 anos. Mediação: coletivo #Nudesenhos. Local: Instituto Pavão Cultural, Rua Maria Tereza Dias da Silva, 708, Cidade Universitária, Barão Geraldo, Campinas, SP. Inscrições: pelo e-mail pavaocultural@gmail.com ou pelo WhatsApp (19) 99633 4104.  

Mostra coletiva DESENHO?  

Entrada gratuita 

Indicação etária: 14 anos  

Data e horários: até 5 de outubro de 2019, de quarta à sábado, das 14h às 20h

Local: Instituto Pavão Cultural, Rua Maria Tereza Dias da Silva, 708, Cidade Universitária, Barão Geraldo, Campinas, SP. Telefone (19) 3397-0040 (atendimento das 14h às 20h).