A cavaquinista e compositora carioca Luciana Rabello, referência nacional no instrumento, ao lado do músico campineiro Lucas Arantes realizam um show que acontece neste sábado (4/5), às 20h, no Espaço Núcleo Cupinzeiro, em Barão Geraldo (Campinas/SP). Os dois desejam apresentar à plateia a potencialidade plural do instrumento. Os ingressos estão à venda por R$ 20.

(Foto: Roberto Maciel)

Tanto o show quanto a oficina gratuita com a cavaquinhista carioca, que também acontecerá no sábado, integram o projeto “Cavaquinho moderno, diálogos com a tradição”, contemplado pelo edital Concurso para Bolsa de Aprimoramento Técnico-Artístico no Estado de São Paulo, do ProAC (Programa de Ação Cultural), proposto em 2018 pelo cavaquinista e compositor Lucas Arantes. A programação do projeto, que se estende até agosto de 2019, ainda será composta de encontros entre o artista e a artista, além de novas apresentações artísticas, rodas de choro e oficinas musicais.

“Além do meu aperfeiçoamento com a Luciana Rabello, reconhecida como uma das maiores referências em performance no instrumento, justamente por ter convivido com toda a escola tradicional do choro e agora fazer parte da escola moderna desse gênero musical, a experiência da relação entre a tradição e o contemporâneo irá, sem dúvidas, propiciar novas perspectivas de criação. A proposta é que, a partir dessa troca de saberes, dessa vivência, seja possível ampliar as fronteiras do instrumento, dilatar os recursos para a criação do músico e poder socializar os resultados com grupos de pessoas e grupos artísticos parceiros”, explica Lucas.

(Foto: Ana Dourado)

Para o show de estreia do projeto, Luciana Rabello e Lucas Arantes serão acompanhados pelos músicos Guilherme Girardi (violão 7 cordas), Murilo Begnani (violão) e Roberto Amaral (pandeiro), com a participação especial da cantora Anabela Leandro, integrante do Espaço Cultural Núcleo Cupinzeiro. A apresentação, que colocará num mesmo espaço choros, sambas e marchas, homenageará dois nomes emblemáticos da música instrumental brasileira: os cavaquinistas já falecidos Jonas do Cavaquinho e Waldir Azevedo.

“O choro é a mais rica e antiga música instrumental do Brasil. Sua riqueza rítmica, melódica e harmônica, que exige um alto nível técnico de seus executantes, sempre fez desse gênero a nossa mais eficiente escola de músicos populares. Impossível relacionar grandes músicos, instrumentistas e compositores da música brasileira sem constatar que muitos vieram da escola do choro ou fizeram longa inserção por ela”, conta Luciana. Dessa lista, destacam-se Radames Gnattli, Villa-Lobos, Guerra Peixe, Pixinguinha, Tom Jobim, Baden Powell, Sivuca e Altamiro Carilho.

No repertório da apresentação, a plateia apreciará composições de Luciana Rabello e parceiros, como Velhos Chorões, De Bem Com a Vida, Flor de Sapucaia, Cá entre nós, Canto Guerreiro, Candeia Branca e Em Cada Mágoa Existe Um Samba; de Lucas Arantes, entre as quais Flor de cerejeira e Velho Jonas, além de pérolas do repertório de Avena de Castro (No Balanço da Luciana), Paulinho da Viola (Beliscando e Um Choro pro Waldir) e, claro, de Jonas do Cavaquinho (Manga Rosa e Dengoso).

Ministrada pela compositora e cavaquinista Luciana Rabello, a oficina “O cavaquinho na música popular brasileira” propõe uma prática investigativa com o instrumento a partir de sua relação com o choro, o samba e a música instrumental brasileira. O encontro será realizado no sábado (4/5), às 10h, no Casarão do Pau Preto (Rua Pedro Gonçalves, 477, em Indaiatuba). Inscrições limitadas e gratuitas pelo e-mail: sambacupinzeiro@gmail.com

(Carta Campinas com informações de divulgação)

Show da cavaquinista Luciana Rabello
Quando: Sábado (4/5), às 20h
Onde: Espaço Núcleo Cupinzeiro (Rua Luis Vicentim Sobrinho, 135, Barão Geraldo, em Campinas) 
Quanto: R$ 20
Informações: (19) 3397-1095