CartaCampinas
Tag Archives: poema

(foto marcelo casal jr – ag brasil) .Por Eduardo de Paula Barreto. Surgiram das pelancas muito flácidas De um corpo exótico claro e aviltante, No rol da imoralidade, vários súditos, Com o véu da falácia dos governantes. . E no horror...

pinterest.com .Por Luís Fernando Praga. Nem mais um pio!Por ódio do canarinhoO pardal quer tudo pardoE se consome sozinho,Com tanto pardal do lado…Tentou proibir o gorjeio,Truculento, frio, fera!Mas sente muito receioDo voo e...

.Por Eduardo de Paula Barreto. Sem cautela sugam a riqueza Que dorme latente no chão E formam podre represa Com os rejeitos da exploração Que como lago de lama Por liberdade reclama Até romper as barreiras E à destruição se entrega Ao...

.Por Eduardo de Paula Barreto. . Pensam que Deus é pássaro Que pode ser preso em templos Aonde vão para adorá-lo Mas eu prefiro libertá-lo Para voar em meus pensamentos. . Vejo com o espírito contrito A hipocrisia em cada ação E o uso...

. .Por Eduardo de Paula Barreto. . (imagem: kyasarin cc) Adeus dois mil e dezoito Despeço-me com melancolia Do ano em que tive o desgosto De testemunhar a Democracia Sendo vítima de uma cilada Feita pela mesma gente fardada Que retirou da...

Por Eduardo de Paula Barreto. . Somos uma grande Nação Oprimida pelas elites sem nome Que fazem uso da divisão Como estratégia de controle Para continuarem no topo Da escala social onde todos Compartilham benefícios E para manterem-se...

(imagem: geralt cc) .Por Sandro Ari Andrade de Miranda. Duro é conviver com o amor que não se revela. Escondido no silêncio? Talvez. Ou quem sabe na traição do tempo. Este mesmo tempo que controla nossos atos com rigor medíocre, nos...

(imagem jorge ribas cc) .Por Eduardo de Paula Barreto. . Brasil, berço da hipocrisiaQue é dominado por pastoresE por políticos sem valiaQue fazem dos alheios laboresA fonte dos seus privilégiosE que cometem sacrilégiosRoubando dízimos...

.Por Eduardo de Paula Barreto. .Aos queridos ex-coxinhasQue agora são bolsonetesDedico estas breves linhasCujas rimas descrevemOs projetos de BolsonaroAquele que vocês apoiaramE deram todo o suporteE já que se finda mais um anoInfelizmente...

.Por Alexandre Oliva. Paródia a canção O Bêbado e a Equilibrista de Aldir Blanc e João Bosco. (imagem: gellinger cc) Caía de madrugada o viaduto Um negro gay gritando “luto!” Me lembrou do Mito E Moro tal qual o dono do bordel Se...