Em São Paulo – No dia 25 de janeiro, aniversário de São Paulo, a LONA Galeria abre ao público a mostra coletiva Non Ducor, Duco, que reverencia a cidade em seus diferentes aspectos. Entre os artistas convidados, estão Eros di Nardi, Evandro Prado, Leo Sombra, Link Museu, Mirella Marino, Pio Figueiroa e Sueli Espicalquis.

“Para homenagear e provocar a cidade que nos acostumamos a amar e odiar, elencamos artistas distintos que a reverenciam, seja nas paisagens, nos objetos, nos monumentos ou movimentos que ela mesmo inspira, protege e expurga”, afirma Renato De Cara, curador da exposição.

(Imagem: Divulgação)

Além de abordar a dualidade da capital paulista, que é cheia de contrastes em questões sociais, étnicas, arquitetônicas e estéticas, a exposição apresenta uma grande diversidade de técnicas e plataformas. “Procurei elencar artistas que tenham forte relação com a cidade, independentemente de suas origens, e que olhem para ela por diferentes pontos de vista, assim como a própria cidade se comporta. Então teremos fotografias, aquarelas, gravuras, objetos, esculturas e pinturas, olhando ou para um detalhe específico da megalópole ou para os ambientes mais abertos das paisagens, sejam elas centrais ou periféricas”, destaca Renato.

Os visitantes farão uma verdadeira viagem por paisagens e culturas da metrópole. “Vamos ter desde referências dos povos originários até as interferências mais contemporâneas que a cidade abriga. Desde os monumentos mais icônicos, passando pelas paisagens centrais e seus grafismos, detalhes de objetos encontrados até paisagens mais bucólicas”.

(Imagem: Divulgação)

Sempre nesse espírito de mostrar o caráter dual de São Paulo, há diversos pontos de vista abordados. “Importante notar que os olhares nunca são óbvios. Podemos até encontrar algumas obras que, num primeiro momento, pareçam como ‘cartões postais’, mas que um olhar mais atento encontra ironia ou uma crítica mais aguçada para os contrastes da cidade”, aponta o curador.

A exposição Non Ducor, Duco é a primeira colaboração de Renato De Cara para a LONA Galeria. Non Ducor, Duco é uma expressão em latim que significa “Não sou conduzido, conduzo”. O lema está presente no brasão da cidade brasileira de São Paulo. O público pode conferir as obras de 25 de janeiro a 12 de março de 2022, e o espaço é aberto de quartas a sábados, das 13h às 18h.

(Imagem: Divulgação)

A LONA Galeria abriu suas portas na Barra Funda em março de 2019, em uma parceria entre o curador Duílio Ferronato e o artista Higo Joseph. Com foco em artistas que estão iniciando a carreira e em ascensão com potencial artístico e de mercado, a galeria apresenta exposições individuais e coletivas produzidas por meio de curadores parceiros. Conta com dois espaços: a galeria, em um sobrado no bairro da barra funda, e o anexo, localizado no primeiro andar de um edifício histórico no centro de São Paulo. Tem como missão a inserção de artistas emergentes no circuito e um primeiro contato com o mercado e instituições de arte, como também o incentivo a novos colecionadores.

Anexo LONA — Exposição Non Ducor, Duco

Rua São Bento, 181 / 1° andar

Tel: (11) 99403-0023

Abertura: 25/01/22

Encerramento: 12/03/22

Funcionamento: de quarta a sábado das 13h às 18h

(Carta Campinas com informações de divulgação)