Neste momento, o ex-presidente Lula é levado pela Polícia Federal

Lula não quis resistir em uma embaixada de países amigos ou mesmo no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo.

Lula, ele mesmo, decidiu que deveria se entregar, como anunciou em seu discurso.

Durante anos, o ex-presidente foi perseguido de forma implacável pela Rede Globo. Ele recebeu mais de 90 horas de acusações no Jornal Nacional, o principal jornal da emissora. E também por outros órgãos de imprensa.

Foi implacavelmente perseguido pelo juiz Sérgio Moro, que frequenta eventos de partidários do PSDB.

Lula foi condenado e preso sem apresentação de provas. O próprio Ministério Público Federal (MPF), que o acusou, reconheceu textualmente no último recurso que não encontrou provas.

Enfim, termina a caçada de Sérgio Moro. Mas a história e o tempo não param.

Lula acredita que a cada dia que ficar preso, mais forte ficará sua imagem e a lembrança do povo do seu legado.

Na imagem acima, Lula na época em que foi preso pela Ditadura e hoje, preso pela sanha judicial. (Por Susiana Drapeaux)