Começa a partir desta terça (14), a Itinerância da 41º Mostra Internacional de Cinema no Sesc Campinas. Entre os dias 14/11 e 20/12, dez filmes, todas eles nunca exibidos no Brasil, assim como 90% de toda a programação da Mostra em São Paulo, compõem a programação.

As sessões acontecem sempre as terças e quartas-feiras às 19h30 (com exceção do filme 24 Frames, às 18h30) no Teatro do Sesc Campinas.

Criada em 1977, a mostra é um dos festivais mais antigos e tradicionais da capital paulista, sendo também conhecida por reunir grandes produções do cinema contemporâneo e clássico mundial em suas principais tendências, estéticas, temáticas e narrativas.

O filme “The Square”, ganhador da Palma de Ouro, abre a programação às 19h30 no dia 14. A produção europeia fala sobre Christian, um curador de um museu de arte contemporânea. Sua próxima exposição é The Square, uma instalação que convida os transeuntes ao altruísmo. No entanto, uma agência de relações públicas cria uma campanha para promover a exposição e a reação é exagerada, o que leva o protagonista e o museu a uma crise existencial.

Na quarta (15), feriado, às 18h30, será exibido o longa metragem “24 Frames” (15/11), com direção de Abbas Kiarostami. Em uma interpretação didática do que era o pensamento cinematográfico do diretor, o filme acontece a partir de uma série de experimentações visuais diretamente vividas pelo diretor, todas produzidas ao longo dos últimos três anos de vida de Abbas. Após sua morte, deu-se a conclusão do projeto através dessa obra.

“O Jovem Karl Marx”, de Raoul Peck, também é um dos destaques da programação. O filme será exibido no dia 28 de novembro, terça-feira, às 19h30. Aos 26 anos, Karl Marx embarca com a mulher, Jenny, para o exílio. Em Paris, eles conhecem Friedrich Engels, filho do dono de uma fábrica que estudou o nascimento do proletariado inglês. Engels traz a Marx a peça que faltava para o quebra-cabeça de sua visão de mundo: juntos, em meio à censura, greves e agitação política, eles vão liderar uma completa transformação política e social do mundo.

Outro filme que merece destaque é “Mulheres Divinas”, produção suíça com direção de Petra Volpe que será exibida na quarta (29). O filme conta a história de Nora, uma dona de casa que mora no interior da Suíça, em uma cidade pequena, com seu marido e dois filhos. Alheia aos grandes movimentos sociais que surgem em 1968, Nora é uma pessoa passiva, de quem todos gostam. A partir do momento que começa a lutar pelo direito ao voto feminino, uma decisão que os homens deviam tomar, as coisas mudam.

Os franceses “Visages, Villages”, de Agnès Varda e JR e “O Amante de Um Dia”, de Philippe Garrel, além da produção da Coreia do Sul “O Dia Depois”, de Hong Sang-Soo, a co-produção “Uma Espécie de Família”, de Diego Lerman, o alemão “De Encontro Com A Vida”, de Marc Rothemund, e “O Motorista de Táxi”, de Jang Hoon, também da Coreia do Sul, estão na programação.

Para quem é credenciado no Sesc (categoria plena), os ingressos são gratuitos. Para demais públicos, os ingressos que custam entre R$ 6 e R$ 12 podem ser adquiridos apenas nas bilheterias das unidades.

Veja mais informações e a programação completa da Itinerância da 41º Mostra Internacional de Cinema no Portal do Sesc Campinas. (Carta Campinas com informações de divulgação)